Festa Agricultor 2014

A Festa do Agricultor de Fermentões, apesar de “ameaçada” com o mau tempo, teve como é hábito, uma enorme afluência de publico nos três dias de celebração, e o ambiente em volta de todas as actividades, foi sempre de muita animação, e espírito característico deste evento.

Exemplo disso, a enchente de pessoas que assistiam aos cantares ao desafio, que iniciaram as festividades na sexta feira a noite.
O alinhamento mantéve-se fiel aos anos anteriores, e assim, no sábado de manha, foi a vez do protagonismo passar para o gado, que desfilou cheio de pompa e circunstancia, desde a igreja até ao campo anexo a Casa do Povo, que mais tarde, seriam abençoados pelo Sr.Arcipreste, na denominada “benção do gado”. Antes da cerimonia, o diretor do Museu da Agricultura, convidou os presentes para uma visita aquele espaço, oferecendo um verde de honra aos presentes. Após os discursos de todos os intervenientes, o presidente José Fernandes convidou os presentes a visitarem o Museu.
Da parte da tarde, o destaque foi naturalmente a Garraiada à Minhota. Um evento que ninguém quer perder, carregado de situações hilariantes, bravura e muito divertimento, onde voluntários se inscreveram para enfrentar os touros, divididos por 3 categorias.
Mais a noite, por voltas das 21.00h, dadas as probabilidade de chuva, o 37º Festival de Folclore transferiu-se para dentro do pavilhão desportivo. Para alem do Grupo Folclórico de Fermentões, estiveram tambem presentes os seguintes conjuntos: Rancho regional do Cabo de Águeda – Baixo Vouga; Grupo Folclórico de Parceiros Leiria – Alta Estremadura; Grupo Folclórico da Trofa – Douro Litoral e Grupo Folclórico S.Miguel o Mato Vouzela, Visou – Beira Alta Dão Lafões. Uma noite colorida, animada como só eles sabem, que contagiou todo o público presente.
No Domingo, o dia começou com a celebração da Missa Solene em homenagem da Festa do Agricultor, celebrada pelo Sr. Arcipreste na Igreja Paroquial de Fermentões. Por volta das 14.30h, os 28 carros que compunham o Cortejo do Linho, ja se alinhavam junto aos Quartel dos bombeiros, para de seguida, partirem em direção a Fermentões, demonstrando as centenas de pessoas que preenchiam os passeios, todo o processo da fabricação do linho, uma arte tradicional, bem enraizada nesta freguesia.
Por fim, a corrida de Corrida de Cavalos a Galope “tomou conta” do resto das festividades, e mais uma vez, com centenas de pessoas a preencherem aquele espaço afim de assistir a estas emocionantes corridas. Infelizmente, ocorreu um pequeno incidente, quando um dos espetadores, distraído, quis atravessar a pista, no momento onde os cavalos estariam a iniciar a corrida. Um susto para todos os presentes, mas que felizmente não resultou em nada de grave, para alem de algumas escoriações. Em suma, uma vez mais, ficou provado que estes eventos, que invocam as tradições de toda uma região, continuam a cativar e atrair multidões, de todos os status sociais e gerações.

Deixe uma resposta

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>