Informação

REABERTURA DAS CRECHES

A creche é uma resposta social de natureza socioeducativa, destinada a acolher crianças até aos 3 anos de idade. Devido às características destas respostas e à maior dificuldade em aderiràs medidas preventivas por parte das crianças nesta idade, a DGS definiu medidas de prevenção e controlo de infeção para a sua reabertura a partir de 18 maio.

De acordo com a Orientação 025_DGS Medidas Creches e Amas, de 13 de maio de 2020, vimos informa-los relativamente às normas de conduta do espaço e medidas de prevenção e controlo da transmissão da COVID-19:

1. Estamos devidamente preparados para a abordagem de casos suspeitos de COVID-19, assim como para prevenir e minimizar a transmissão desta doença, através da ativação e atualização do Plano de Contingência elaborado a 09-03-2020.

2. Todos os colaboradores têm conhecimento deste mesmo Plano de Contingência e das respetivas medidas de prevenção e controlo da transmissão da COVID-19.

3. Os colaboradores tiveram sessão informativa sobre lavagem e desinfeção de mãos, etiqueta respiratória, regras de distanciamento social (nomeadamente durante os seus intervalos), colocação e descarte de máscaras, bem como todas as regras e medidas de implementadas para reabertura de Creche. Irão a curto prazo também, frequentar formação para o efeito sobre estes assuntos.

4. Todos os colaborados ao serviço e em prevenção foram testados para COVID 19.

5. Sobre a higienização dos espaços, equipamentos e materiais:

a) Todos os espaços serão higienizados de acordo com a Orientação 014/2020 da DGS. A higienização é especialmente rigorosa nas superfícies que estão à altura das crianças e nas de maior contato, incluindo brinquedos, puxadores, corrimãos, botões e acessórios em instalações sanitárias, teclados de computador e mesas. A limpeza com água e detergente será, na maioria dos casos, suficiente, mas em casos específicos pode ser decidido fazer igualmente a desinfeção.

b) Os serviços de limpeza e descontaminação são reforçados antes e depois da sesta, de acordo com a Orientação 014/2020 da DGS.

c) Os brinquedos são lavados regularmente, pelo menos duas a três vezes ao dia;

d) No final da refeição é realizada a adequada descontaminação das superfícies (mesas, cadeiras de papa, entre outras) de acordo com a Orientação 014/2020 da DGS.

e) As zonas de muda fraldas são higienizadas antes e depois de cada utilização.

f) Os resíduos são eliminados diariamente, sem necessidade de proceder a tratamento especial;

g) Qualquer zona, equipamento e objeto será imediatamente higienizado se tiver tido contato com secreções das crianças

6. Sobre a higiene individual:

a) As instalações sanitárias e conforme já se verificava anteriormente têm água, sabão líquido com dispositivo doseador e toalhetes de papel de uso único, de forma a promover as boas práticas de higiene, nomeadamente a higienização das mãos;

b) Quer à entrada do edifício da Creche, quer á entrada das salas, existe um dispensador de solução à base de álcool para as pessoas desinfetarem as mãos à entrada e à saída;

c) Na entrada, na saída e antes do consumo das refeições, as crianças lavarão/desinfetarão as mãos, ajudadas pelo adulto para a sua realização de forma correta;

d) Antes e depois das idas à casa de banho e de muda de fraldas, os colaboradores realizam a higienização das mãos a ajudam a criança a fazê-lo também.

e) Antes e depois de qualquer atividade que necessita contato com face, olhos, nariz ou boca da criança, o colaborador procede á correta higienização das mãos;

f) Estão disponíveis toalhas ou lenços de papel descartáveis em todas as salas, que serão obviamente de uso único e descartado em recipiente próprio.

g) Qualquer zona do corpo que seja tocada por secreções da criança deverá ser corretamente lavada e a roupa trocada. As batas e as roupas que o permitirem serão lavadas sempre a 60º.

h) Além das situações acima referidas, será promovida ao longo do dia a lavagem frequente das mãos de crianças e colaboradores.

7. O acesso ao interior das instalações está limitado aos profissionais do Casa do Povo de Fermentões ou pessoal devidamente autorizado pela Instituição.

8. O acesso à sala de atividades está limitado apenas aos profissionais afetos à mesma.

9. O calçado que crianças e profissionais trazem do exterior é colocado à entrada, em local definido para o efeito: “zona de sujos”.

10. A roupa suja, bem como equipamentos e utensílios a devolver aos pais serão colocados em saco plástico fechado e colocado na mesma “zona de sujos”.

11. Todos os funcionários usarão máscara cirúrgica de forma adequada e utilizam calçado exclusivo na sala de atividades; Têm à disposição luvas para quando for necessário;Têm sempre muda de roupa e bata para poderem trocar no caso de contato com algum tipo de secreções. Será evitado o uso de joias.

12. Os espaços que não são necessários nesta altura ficam encerrados. Esta medida não se aplica às salas de refeições.

13. Os brinquedos que não puderem ser lavados, são removidos da sala, assim como todos os acessórios não essenciais para as atividades lúdico-pedagógicas;

14. As salas utilizadas e corredores serão constantemente e sempre que possível, ventiladas e arejadas, sem comprometer a segurança das crianças.

15. Apesar de o ar condicionado poder ser utilizado, desde que não seja em modo de recirculação de ar e por sempre termos mantido uma adequada e frequente manutenção dos sistemas de filtragem, não o iremos utilizar nas próximas semanas, por uma questão de segurança e dado que as temperaturas se preveem amenas.

16. Como iriemos reabrir com apenas um grupo de 8 crianças, garante-se por si só que crianças e funcionários são fixos, não havendo assim contacto entre pessoas de grupos diferentes.

17. Por esse mesmo motivo, não é necessário definir horários de refeições e de entrada e de saída desfasados, para evitar o cruzamento de grupos de pessoas que não sejam da mesma sala; nem definir circuitos de entrada e saída da sala de atividades para cada grupo, evitando o cruzamento de pessoas;

18. Será, na medida do possível, maximizado o distanciamento entre as mesmas, sem comprometer o normal funcionamento das atividades lúdico-pedagógicas.

19. Para cada atividade, garante-se material individual necessário.

20. As atividades serão preferencialmente de pequeno grupo, sendo que cada profissional estará afeto sempre ao mesmo grupo.

21. Até aviso em contrário estão canceladas todas as atividades extracurriculares, internas e externas, dentro e fora das instalações, reuniões de pais presenciais, etc.

22. Apenas se mantêm as atividades, ainda que externas, de terapêutica e intervenção precoce na infância.

23. Os Projetos Pedagógicos sofrerão as alterações e adaptações necessárias.

24. Asseguramos, sempre que possível, que as crianças não partilham objetos ou que os mesmos são devidamente desinfetados entre utilizações.

25. Os distanciamentos físicos entre as crianças quando estão em mesas, catres, berços espreguiçadeiras e outros equipamentos de conforto será de 1,5-2 metros.

26. Garante-se um equipamento dos acima descritos por criança, que utilizará sempre o mesmo.

27. Além das garantias mencionadas em 25 e 26, na sesta, e como já fazíamos anteriormente, mantemos as posições dos pés e das cabeças das crianças alternadas.

28. Durante o período de refeições as medidas de distanciamento e os lugares são marcados, de forma a assegurar o máximo de distanciamento físico possível entre pessoas; não serão partilhados equipamentos nem alimentos.

29. São disponibilizados recipientes individuais de água que estarão devidamente identificados;

30. As idas à casa de banha serão realizadas com 2 crianças de cada vez, no máximo. As portas ficarão, sempre que possível abertas, evitando contato com as mesmas.

31. Obviamente os adultos não partilham instalações sanitárias com crianças e também não partilharão com funcionários de outras valências.

32. A vossa colaboração é imprescindível no cumprimento das seguintes regras:

a) o uso de máscara da vossa parte é também obrigatório na entrega/recolha da criança

b) Solicitamos que tragam um calçado extra para a criança ou meias antiderrapantes para uso exclusivo na Creche, que devem deixar ao cuidado dos nossos colaboradores.

c) Devem também trazer 2 mudas de roupa e deixar ao cuidado dos colaboradores.

d) Não tragam brinquedos ou outros objetos não necessários, como sacos e mochilas de casa para a creche;

e) À chegada e saída da creche, as crianças devem ser entregues/recebidas individualmente pelo seu encarregado de educação, ou pessoa por ele designada.

f) Não será possível entrar dentro do estabelecimento, pelo que devem esperar na porta de entrada, onde um funcionário receberá /entregará a criança

g) Limitem ao máximo o número de pessoas que entregam/recolhem a criança. Sempre que possível, deverá ser sempre o mesmo adulto a fazê-lo.

h) Equipamentos de transporte tais como “ovo”, “cadeirinhas” ou carrinhos não podem permanecer no nosso edifício.

i) A criança deve frequentar a creche pelo tempo que considere estritamente necessário e que nos informe do horário previsível para esta frequência.

j) Se a criança apresentar sintomas de doença não a deverá trazer para a Creche

k) Atualize o seu contato de email junto dos serviços porque atendendo às recomendações e normas da DGS será este o meio de comunicação preferencial em caso de necessidade de contato.

l) Não deve colocar máscara na criança.

Notas Finais:

1. Do conjunto de todas as medidas definidas, cremos que conseguimos assegurar quase a totalidade das mesmas, mas assumimos a clara dificuldade – senão mesmo impossibilidade – em assegurar em as medidas 18 e 24. Cremos até que seria contraproducente, antipedagógico e contrário ao direito e bem-estar de cada criança.Neste sentido, cada encarregado de educação, ao trazer o seu educando assume também o risco inerente á dificuldade em concretizar estas medidas.

2. Também a partir de 1 de junho e com a normalização da frequência de todas as respostas sociais da Academia Crescer Agindo, outras medidas serão difíceis deassegurar dado que nem as infraestruturas, nem os recursos físicos, nem os humanos são ilimitados.

3. Sobre as mensalidades, as crianças a frequentar desde o dia 18 de maio, terão um desconto relativamente a este mês (aplicado no mês de Junho) de 35%, mantendo-se os 50% definidos anteriormente para as restantes crianças.

4. Agradecemos a todos os que têm a situação regularizada perante a e solicitamos aos que não têm que o façam com a máxima brevidade. Como sempre fomos afirmando,as situações excecionais, desde que devidamente comprovadas, serão tratadas de forma excecional, pelo que, para o efeito, deverão contactar os nossos serviços administrativos.

Agradecemos a vossa compreensão e respeito pelas regras implementadas.

Deixe uma resposta

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>